27/11/2008

Nosso histórico 1: Ainda no começo....




Aquela quinta-feira era novidade para a igreja também. Chegou uma irmã de longe, o nome dela era Sulamita, que fazia orações e cantava corinhos. Ela começou um trabalho que é conhecido em vários lugares como campanha de 7 semanas... libertação.... culto da vitoria ... enfim..... nada que eu tivesse conhecido nos meus 30 anos de crente ou que tivesse aprendido em no meu seminário. Mas, (olha a minha petulancia) tadinha da irmãzinha... fiquei com pena dela. Não tinha um instrumento sequer acompanhado-a ! Eu poderia ser útil. Afinal eu bem que poderia tocar aqueles corinhos de fogo enormes com letras meio sem sentido.
Esta reunião passou a ter suas peculiaridads: 90 % das pessoas que frequentavam não eram membros de igreja alguma. Estavam ali só para receber uma oração e isso não me agradava muito. Mas era o único culto que estas pessoas apareciam. Passou também a ser o culto que mais se salvavam pessoas na igreja. (Ops.... o que tinha de diferente neste culto???) Comecei a gostar.
Passei a cerca-los cheia de sorrisos... (com esta cara de pau, e de anjinho que Deus me deu). Ali tinham macumbeiros, traficantes, prostitutas, alcoolatras, policia, ladrão, esposa, amante... A tropa era de elite mesmo, mas eu nao tinha medo nao.
Convidei-os para a Escola Bíblica , (pois sabia que nesta reunião eles se encontrariam com toda a igreja, pegariam a carteirinha do céu (rs) e eu voltaria para a quinta -feira) . Beleza! Levei-os para as classes individuais... eram 4 pessoas: a Rose, o Eduardo, a Andreia e o Adriane.
Depois da EBD perguntei -Gostaram? (Eu estava ansiosa), A resposta unânime: "-Não entendemos bem.... Eles falaram sobre os cavalos do Apocalipse...da besta.... do anticristo " (gente o tema era Escatologia.... o fim de todas as coisas!!!!) Gelei! Os meninos pareciam que iam chorar de medo. Eu prometi que na segunda feira iríamos conversar um pouco.
A igreja estava em construção.... no dia seguinte, (lembro direitinho), consegui a chave da cozinha e fui pra la com eles... ah....levei o violão pra não correr risco, caso nao tivesse nada pra falar.
Na semana seguinte.... tínhamos organizado uma classe só para Novos Convertidos na Escola Bíblica Dominical. Fui pra la sem saber que minha vida nunca mais seria a mesma.





Um comentário:

Ana Paula disse...

Simone, que prazer poder ler suas palavras. Fico feliz de vê-la assim, uma real serva de Deus.
Vou adicioná-la no meu blog (também tenho um - rrss) e estarei sempre aqui fazendo uma visita para poder acompanhar sua linda jornada aqui nesta terra...
Beijos mil!
Ah! Sou eu, Ana Paula, do pr. Kemuel.
Beijos!